Iniciar

Para iniciar esta Página, faça um clic na foto.
Navegue....e mergulhe, está num rio de águas límpidas!

sábado, 31 de dezembro de 2016

SEM PEIDO E COICE



FELIZ 2017!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

FEIRA DE GADO

AS DESCULPAS NÃO SE PEDEM. EVITAM-SE!

  Não me convenceu. Mesmo depois do pedido de desculpas,que outra intenção não terá tido que, para além de minimizar os estragos políticos,  branquear a nódoa negra com que conspurcou a casaca rosa, onde já não faltarão salpicos de sujidade.

 Para mim, não se embarca no bote da metáfora, que o Senhor Ministro sabe bem que o tempo em que os negociantes de gado selavam os seus negócios com um simples aperto de mão, era o do meu, e, possivelmente, do seu avô. Que, Hoje, a realidade já não é a da palavra dada, palavra honrada. Nem nas Feiras de Gado, nem na Política, como, para nosso desagrado, vimos constatando!
 Pode o homem da Diplomacia tentar convencer-nos do que quiser que o seu rasto verbal nos leva a intuir que o conceito que tem da Concertação Social, que não será exclusivo seu, se consubstancia no sentido literal das suas palavras inter pares.
 Mas, ainda que esta minha visão possa estar inquinada de algum preconceito, seria um contributo para a boa educação, alguém transmitir àquele senhor Ministro, a quem já ouvi cognominarem de "Malhador", que as desculpas não se pedem. Evitam-se!



quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

FELIZ NATAL

 Para todos os que vão passando pelas margens deste Vouguinha!

Boas Festas!

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

TOCA O HINO...

... O DE LAFÕES

PANÇA PÚBLICA

Sendo um "teso", frequentemente contribuo para causas solidárias de iniciativa da denominada Sociedade Civil. Faço-o sem alarde e sem esperar qualquer reconhecimento.
Ontem, naquela Gala da TVI/Continente, já estava a marcar o número do telefone solidário, quando ouvi o pivot anunciar que a verba recolhida se destinava aos Centros de Saúde, que, como sabemos, fazem parte do SNS que custeamos com os nossos impostos.
Sei bem que aquelas unidades não oferecem, por falta de meios técnicos e humanos, o serviço de Saúde de proximidade ideal, que é gritante a falta de médicos em muitos deles onde o tempo de espera para uma consulta, já se aproxima de alguns Hospitais, na ordem dos três e quatro meses, uma situação tão mais estranha por sabermos ser o primeiro e mais próximo patamar, em caso de doença.
Retirei o dedo a tempo, que para esse "Peditório" dou todos os dias.
Há Misericórdias, uma panóplia de IPSS, por todo o País, que prestam serviços de apoio social a quem o Estado regateia contributo substancial e que, esses sim, prestam um serviço social meritório e sobrevivem com dificuldades de toda a ordem.
Seriam essas, ou algumas dessas, que a TVI e o Continente, que também são Privados (mesmo que a estação televisiva possa ter fortes elos com órgão de soberania estatal), deviam apoiar.
Os Centros de Saúde, custeados pelos nossos impostos, taxas e taxinhas, devem ser suportados pelo Estado servido por gente que não deve fazer da Saúde um negócio pessoal, familiar ou de amigos, que dê garantias de que o nosso dinheiro é canalizado para os fins a que se destina.
Podem acusar-me de falta de solidariedade, que o Vouguinha vos responderá, bem à moda das Beiras, que não é voluntário para encher a mula a "pançudos"!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

CELEBRAR A RESTAURAÇÃO...

E, A VERGONHA, QUEM A RESTAURA?!

Celebro o 1º de Dezembro como o fiz o fiz em 2009, ainda que algumas circunstâncias  se hajam alterado com a dinâmica dos anos...   DESTA FORMA
Hoje, na cerimónia oficial, lá estavam, mais figurantes que populares, a darem vivas neste "feriado" por que tanto lutaram e a uma ponte que só alguns terão merecido.
Para lá da memória celebrada, que nos deve orgulhar a todos, o que restou de tanta pompa sem Gente?
As críticas ao anterior Governo, que os Filipes, esses, já se foram embora há quase quatro séculos!
E, mesmo ferindo algum eventual populismo bacoco, não deixo de me interrogar, mesmo compreendendo a suspensão temporária de alguns feriados, num prisma de produtividade, as razões de ter ficado intocável um feriado como o "25 de Abril", em que se celebra a data em que portugueses expulsaram outros portugueses, por desavenças políticas,  e se suspendeu o 1º de Dezembro em que os portugueses se libertaram do jugo de estrangeiros.
O que, passando a outro plano, não justifique o que se terá passado, ontem, em plena Casa da Democracia, como os próprios "locatários" fazem questão de nos recordar, amiúde!
Não confundamos os planos históricos. Senti-me envergonhado, enquanto cidadão português, assistir à falta de respeito por um Estado vizinho, que mais do que afronta aos Reis, foi disso que se tratou, naquela atitude gratuita e aviltante, até para o Parlamento Nacional, de ver os radicais que fazem girar a geringonça, sentados, sem um aplauso ao discurso da maior entidade espanhola em que o seu Povo sem revê. Melhor, não estiveram os da ideologia fossilizada, que, quase quatro séculos depois da Restauração, se levantam para desentorpecerem as pernas e ficam mudos e quedos, num gesto de arrogância que só à Esquerda se consente!
Que tenham vergonha e que respeitem a nossa!
Mesmo que ninguém esperasse ou lhes fosse exigido que ajoelhassem ou prestassem vassalagem ao Monarca que receberam na Casa da Democracia!
A Retauração da Independência ocorreu há séculos. Falta restaurar a vergonha que se perdeu!

terça-feira, 29 de novembro de 2016

HÓSTIA ORÇAMENTAL

Acabei de ouvir os discursos de todos os partidos com assento parlamentar que antecederam a aprovação do Orçamento de Estado para 2017.
Discursos escritos, forjados nos órgãos de propaganda partidária, "embeveceu-me", sobremaneira, aquele em que Carlos César, o Presidente do PS, interrompeu, por momentos a desbragada oposição à Oposição e, com toda a santidade estampada na voz, se socorreu, longamente, duma encíclica papal.Uma autêntica hóstia de demagogia, servida em hora de almoço! Por momentos, cheguei a imaginar-lhe uma sacra auréola, não se tivesse, de novo apagado o castiçal das mãos de anjinho, para retomar os ferozes ataques a tudo o que mexia para além dos horizontes da geringonça. Aos projectos concretos e sustentados, disse nada!
Mas, desengane-se, quem pensar que eu menosprezo esta autêntica máquina de propaganda, que se vai afirmando e envergonhando as dum Goebbels e que temo se venha robustecendo ao ponto de enveredar pela Censura dum Glavlit soviético e tenhamos que recuar aos tempos em que, no dizer do escritor Isaac Babel , ele próprio um marxista-Leninista que caiu em desgraça junto de Estaline, que desabafou só poder partilhar as suas ideias, na cama com a esposa e com a porta do quarto bem fechada!
Exagerado?! Os condimentos estão lá todos, na geringonça, e os sinais não vão faltando e é um processo lento que como uma boa injeção, só se dá conta dela, depois de retirada a agulha!
Propaganda, dinheiro distribuído pelas clientelas políticas, pressão e controle da Comunicação Social e uns caramelos de açúcar, que todos pagaremos mais tarde, lançados para multidões de bocas amargas, são o caldinho perfeito para que, quando acontecer a derrocada económica e a miséria se instalar, o Povo lhes ajoelhe aos pés e grite:
AVÉ, CÉSAR! Tende piedade de nós!

sábado, 26 de novembro de 2016

CUBA E FIDEL CASTRO

 Desde "revolucionário romântico" a "Libertador de Cuba", os Média nacionais esforçam-se por engalanar o velório de Fidel Castro com coroas de flores e, convenhamos, alguma, muita ou pouca, hipocrisia.
Romantismo, só pelo facto de permitir que nas campas rasas dos muitos milhares que mandou fuzilar em nome da Revolução os familiares depositassem flores?!
Romantismo, por ter coarctado a Liberdade a todo um Povo, perseguindo quem manifestasse ideias diferentes do seu catecismo vermelho?
Romantismo, pela miséria envergonhada e disfarçada dos cubanos que não desempenhavam cargos na nomenklatura?
Mesmo admitindo, uma vez ou outra, pecar pelo "politicamente correto", para não ferir susceptibilidades, não sou hipócrita. E, porque o não quero ser, só posso esperar que este ditador finado, que sucedeu ao ditador Fulgêncio, tenha um lugar no Panteão dos Torcionários, onde, como ele,  já estrebucham outros assassinos em massa como Hitler, Estaline, Pol Pot e outros sanguinários, sem Alma nem Deus!
Que as Ditaduras, tenham elas a matiz que tiverem, nunca são escolhidas pelo Povo. Este só tem voz em Democracia, aquela que, mesmo imperfeita, ainda é o melhor sistema em que o Homem livre pode viver!
De Cuba, escreveu, hoje mesmo, uma amiga que a visitou por várias vezes e cujo "desabafo" singular transcrevo, na íntegra e sem qualquer correção ortográfica"


"Poderia contar uma triste mas muito triste historia de uma das minhas passagens por Cuba e o que vão contando os historiadores, Professores, enfermeiros e ate médicos que servem ás mesas nos resosrts 5* onde o turista fica (nos) em palavras sussurradas e a olhar á volta nao vao as paredes terem ouvidos, do medico taxista que nos levou em passeio ou do licenciado em guia turístico que falava 4 idiomas, uma das quais russo e que ganhava moedas... e que tinha uma filha de 2 anos linda criança, a viver entre 4 tábuas de madeira e toda mordida de melgas porque nao tinha dinheiro para comprar repelente e desinfectante. Fomos nós a uma farmácia (onde cubano nao entra) comprar alguns medicamentos para a menina e os olhos rasos de lagrimas daquele pai perseguiram-me e ainda hoje me perseguem.. De uma gravida de 8 meses que nos seguiu em viagem de camiao, á boleia desde Havana porque lhe prometemos alguma roupa e amenities para se lavar... querem mais, na primeira pessoa, porque foi comigo e com quem me acompanhava, nao ouvi de terceiros. Esta gravida dormiu no jardim do Hotel porque nao tinha autorizacao de entrar no resort e compramos-lhe uma pulseira lilas so para ter acesso ao buffet e poder alimentar-se nas poucas horas que la esteve porque foi literalmente enxotada pela direccao do hotel... fica mal, parece mal... ah pois é, ditador romantico a hostia, para ser politicamente correcta..."
Um ditador é sempre um ditador, por mais aspectos positivos com que lhe tentem dourar o manto negro das suas milhares de vítimas.
Bem se esforçam, mas não é necessário nenhum tratado de Psicologia, para sabermos que um assassino do mesmo espectro político de quem o julga, é um santo benfeitor.
Nada me espanta, neste Portugal doente, tantas loas e fervorosos hinos glorificadores a um demónio que se finou, quando sabemos que estamos no mesmo país em que os mesmos que, quando é preso um político conotado da Direita, fazem uma festa e babam-se de contentamento, mas, quando o corrupto é do seu espectro político, tudo não passa de cabalas, calúnias, perseguições e até há quem rasgue as vestes, compre livros(tipo Cela da Morte, do Caryl Chessman) e chore nas Tv´s por tão inocentes vítimas!
O coração partidário tem razões que a própria Razão desconhece!

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

JOANA E A MATEMÁTICA



MAIS UM "VINTE E CINCO"


Esperando que nunca mais seja necessário um 25 de Novembro para acabar com totalitarismos, vistam eles roupagens de Esquerda ou de Direita, Honra aos militares que sacrificaram a vida pela reposição da Democracia! R.I.P.
25 de Novembro
A minha homenagem aos Comandos que perderam a vida em nome da Democracia e da Pátria que juraram defender!

“No incidente originado pelas forças do Regimento de Polícia Militar com o Regimento de Comandos, verificou-se a morte do Tenente Comando José Eduardo Oliveira Coimbra, do 2º Furriel Miliciano Comando Joaquim dos Santos Pires e do Aspirante Miliciano José Albertino Ascenso Bagagem.
Neste momento, além de lamentar profundamente que portugueses se matem entre si, não pode o Estado Maior General das Forças Armadas deixar de condenar veementemente a acção de grupos de civis armados”.
O Tenente Coimbra contava 24 anos e morava no Bairro do Marino, à Rua Alexandre Herculano, no Porto, cidade onde era conhecido nos meios desportivos, nomeadamente na equipa de basquetebol do B.P.M.. Era filho de um conhecido comerciante da Rua de Santo Ildefonso, na capital do Norte."
O 25 de Abril foi uma flor de esperança, um sorriso de Liberdade, que, empolgando, nos empenhou, numa expectativa de perseguir uma Democracia do tipo Ocidental.
Cedo, logo após a chegada dos estrangeirados enfeudados aos catecismos esquerdistas, começaram a murchar os cravos da esperança.
Sobretudo em 1975, a nossa triste realidade não era mais do que:
assaltos e delapidação de empresas produtivas e de herdades; soldados (ou réplicas) com cabelos pelos ombros, desfraldados, a encabeçarem manifestações da extrema-esquerda populista; cercos, violência e ameaças à Assembleia Constituinte, que, sob pressão, viria a parir uma Constituição irrealista de de pressupostos inviáveis; se faziam doutores por despacho administrativo; se fizeram encher os cais de caixotes dos que obrigaram a, em lágrimas e desespero, deixar as terras em que nasceram ou labutaram; hordas de imberbes maoistas que se infiltravam e davam as palavras de ordem nos quartéis; prisões, apoiadas em mandados em branco, de centenas de homens e mulheres que se recusavam a obedecer à demagogia esquerdista reinante, mesmo de gente simples e pacífica, como um Artur Agostinho; se demitiam e torturavam oficiais que se haviam distinguido no cumprimento do seu dever, como Marcelino da Mata; militares, sob as ordens de Otelo e outros "revolucionários" de pacotilha, protegiam actos de ocupação ilegal de casas, empresas e herdades, em comunhão com civis armados.....e um sem número de desmandos que atraiçoaram o verdadeiro espírito do 25 de Abril.
Perante este panorama, impunha-se um 25 de Novembro, que repusesse os ideias que inspiraram a Revolução dos Cravos, fizesse regressar os soldados aos quartéis e desse voz a todo um Povo, esmagado por minorias de aventureiros ao serviço de cartilhas políticas que, de democráticas, só tinham a capa!

Honra aos mortos, ao 25 de Novembro e à Democracia!

HÁ CEM ANOS


A Estação que se foi, dum Vouguinha que já não é, numa imagem resgatada da memória dos tempos!




quinta-feira, 24 de novembro de 2016

EM PLENA LISBOA

....lá estão eles, entre outras iguarias, os deliciosos e únicos Pasteis de Vouzela. No Alfama Gourmet!


terça-feira, 22 de novembro de 2016

UMA CARRIS LIMPINHA


Ó camarada, toma lá a Carris,limpinha, limpinha, mais limpinha que as vitórias do Jota Jota!
A dívida, não te preocupes, fica toda com o Estado! Os burros de costume, mesmo aqueles que nunca viram um eléctrico, nem sabem o que é o 42 ou ou o 56, vão pagar os milhões do calote dessa empresa pública que eu ofereço à cidade!
Entretanto, cantemos:
Lá vai Lisboa, toda ela engalanada...♫♫♫♫

MAPUTO 2016

video

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

FOGOS DE OUTONO

Fala-se de tudo, anunciam-se todas as medidas, lançam-se foguetes por alguma coisa que, ocasionalmente, corre bem, mexerica-se a propósito das eleições democráticas noutro país, fala-se do Pedro e do Bruno, no próximo Concerto num qualquer Pavilhão, das lesões dos craques, do que se vai gastar em prendas de Natal, já alguém se questionou dos prometidos estudos, a serem feitos de imediato, logo após os incêndios que devastaram a maior parte das manchas florestais que ainda restam neste País?
Que era agora, depois do estio, que se iriam tomar as medidas que debelassem as fragilidades da prevenção e de combate e se resolveria a situação trapalhona dos meios aéreos.
Já alguém viu ou ouviu algo de substancial para esse desiderato tão badalado, na fuligem dos fogos?!
Esperem pela Primavera ou para quando começarem a ouvir as sirenes dos Bombeiros e não conseguirem divisar no Horizonte, no lugar da Lua Romântica que nos encantou, apenas uma cortina de negros fumos e ouvirem os "ais" desesperados de quem tem o lume a queimar-lhe as ombreiras da porta!
Lembrei-me eu, o Vouguinha que sou maldizente.....e trago fogos de Outono!

A TRAMPA SUJA!

Esta Campanha contra a escolha democrática dos americanos, já está a ultrapassar o desconforto pela escolha de Trump. É um ingerência arrogante, embalada em insultos e estigmas. Promovida por quem?! Só quem não pensa, não vê, que a maioria da Comunicação Social, americana e não só, incluindo a portuguesa, a que se juntam as agências "sondageiras", que apostaram tudo no cavalo da Clinton e se sentem despeitados, pelo grotesco erro em que embarcaram. E é numa esquerda alienada e que navega em qualquer prancha que encontrem junto às ondas, que aqueles encontraram o terreno fértil, para colherem alguns frutos da sua sementeira falhada.
Por mim, que até preferia a Clinton, numa escolha algo egoísta, pois esperava dela uma Economia mais aberta à Europa, de que também seríamos beneficiários enquanto País, respeito em absoluto a livre escolha dos americanos. A Democracia é isto!
Um dos ferretes despoletados contra o Presidente eleito é de que será racista e xenófobo, porque pretende expulsar do seu território, ilegais (e friso, ilegais) que cometam crimes e traficantes de droga e que estima em 2 ou 3 milhões!
Esquecem, ou ocultam os milhares de legalizados que foram deportados na era de Clinton e Obama, pelos motivos que Trump ora invoca. Informem-se e pronunciem-se depois, em consciência e sem os véus hipócritas que lhes cobrem o santo humanismo.
Pois bem, chamem-me o que quiserem, que eu estou à vontade, pois sei bem o que sou e penso e fui educado por sentimentos de humanismo e respeito por todas as etnias e credos, porque por mim, bateria palmas se, em Portugal, todos os legais ou ilegais, que não sejam portugueses, que vivam neste solo pátrio a cometerem crimes, a traficarem droga ou, até, outros seres humanos, levassem guia de marcha para as suas terras!
Há que retirar as palas e não mergulharmos no "politicamente correcto" formatado pelos Media e outros grupelhos surumados ou alienados !
Que o que se vai vendo e ouvindo, essa, sim, é trampa suja!

sábado, 12 de novembro de 2016

WEB SUMIÇO

Terá a sua faceta positiva, que as novas tecnologias postas ao serviço de outras fileiras produtivas, terão as suas mais valias. Não podemos é hipotecar tudo nas webs, dar um sinal de único caminho para os jovens, e descurar a produção do que possibilita a sobrevivência dos humanos. A Agricultura, a Indústria transformadora e de bens essenciais são o primeiro degrau da escada da sustentabilidade. Adornarem a grossa fatia dos jovens com chipes e electrónicas, como se o Futuro estivesse numa Galáxia electrónica, seria um erro tremendo.
Que a Web Summit, não seja o único farol do Amanhã, que nem o Tavares Rico ou outro qualquer Restaurante poderão vir a servir pratos de megabytes ou sopas de pokemons!
Que, a ser assim, seria mais um web sumiço da nossa essencial força produtiva!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

ACABOU O FOLHETIM...

... vai iniciar-se uma novela, de estilo mexicano!


O homem já construiu a sua "narrativa", contratou uma equipa de advogados e começou a dar entrevistas na TV. Já já denuncia a "cabala" e prevejo que comece a atacar e tentar descredibilizar as Magistraturas e a cativar balzaquianas e outras caridosas Almas públicas.
Só ainda não sei quando editará o seu primeiro Livro, ou se tem algum amigo que lhe esgote a primeira Edição.
Acabou um folhetim, vai começar uma novela...

Entretanto, que nas esferas do poder se aproveite para meditar no que se passou a nível das forças policiais, se definam estratégias válidas e se encerrem eventuais "capelinhas", para que, o espectáculo destes trinta dias de "show man" não se repita, nesta terra que, ao que vamos assistindo, vai tendo, a cada dia que passa, mais tristes episódios de violência e banditismo armado!
É uma boa oportunidade para se reflectir na segurança e na Justiça que queremos e como ela se cumpre, no terreno e no concreto!

O POVO É QUEM MAIS ORDENA

A América tem tanta força, que até comprometeu grande parte da noite de descanso do Vouguinha e o traz aqui meio ensonado.
Por mim, preferia, mais por razões económicas do que ideológicas, a Clinton, enquanto "mal menor", que as intenções declaradas por Trump em torno do casulo económico em que pretende enclausurar o País, a efectivarem-se, não serão bons auspícios para a Europa e, por arrastamento, para Portugal.
Ainda assim, não sendo americano e respeitando a vontade soberana do seu Povo de muitos milhões, de nada me valem, a mim e a ninguém estranho ao País, estrebuchar e tomar as dores duma Esquerda que, como se fosse a única estrelinha do Universo democrático, durante a noite, corporizada por políticos e comentadores televisivos da nossa Costa, consubstanciavam - e, continuam -, o seu pendor para a Hillary, tão só por motivos ideológicos, desprezando o meu foco de preocupação que, como enunciei, se prende com as políticas económicas, passe e desculpe-se algum, "egoísmo" ou pragmatismo interesseiro, enquanto tuga de antanho.
Para esses, apenas lembrar-lhes de que nada valerão os seus lamentos e as lágrimas derramadas pela Clinton, porque, nos Estados Unidos da América, o sistema político é bem diversos do nosso e governa quem vence nas urnas, não sendo possível um artificial arranjo que permita uma geringonça de gringos!
É a Democracia, a transparente, sem dogmas, nem logros pós eleições!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

CALENDÁRIO ARROGANTE

  Acabei de ouvir na TV um dos mais sonantes tratados de arrogância e demagogia populista.
Esperava melhor, de quem, pelo seu estatuto e pelas responsabilidades que tem na vida de todos nós.
 O que esperamos são boas medidas, diálogo aberto e respeito pelas ideias dos outros, não berros e palavras ocas que não resolvem os problemas dos portugueses.
 Desiludido, mas agradado com a melhor peça deste Concerto sem dó, nem menor nem maior, mas com pauta de calendário....à moda antiga!


 

terça-feira, 1 de novembro de 2016

SÓ HOJE!

Que se lixe a Política
mais toda a bosta
que se lixe o manholas
mais as manas míticas
que se lixe o Kosta
as guerras e as pistolas
que se lixe o poder e a oposição
o autocarro mais o pica
que hoje joga o campeão
Força Glorioso carrega BENFICA!











FONTE DE SÃO MARTINHO




domingo, 30 de outubro de 2016

A MULA DA COOPERATIVA

A Mula da Cooperativa foi revertida.
Passou a denominar-se "CÂMARA CORPORATIVA"!

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

ALFAMA GOURMET

Iniciativa dum vouzelense, eis um espaço comercial onde, para além de outros produtos seleccionados, se podem encontrar os mais afamados "mimos" de Lafões, com especial relevo para os deliciosos PASTEIS DE VOUZELA e para outras iguarias exclusivas daquelas margens do Vouga!
 Situado na Rua das Escolas Gerais, 120, eis mais um marco lafonense numa das típicas zonas de Lisboa!     
 


quinta-feira, 20 de outubro de 2016

TERMAS DE OUTONO














Imagens das Termas de São Pedro do Sul, captadas em 18 de Outubro por objectiva amiga!m (Horácio Ribeiro).
Para lá dos tratamentos termais, a Natureza retemperadora!

terça-feira, 11 de outubro de 2016

A SOLIDÃO DO ESPIGUEIRO

Pobre canastro espigueiro
que guardaste tanto pão
tanta fome no Mundo inteiro
e morres na solidão!
                     Vouguinha


sexta-feira, 7 de outubro de 2016

DIA DE OLIVEIRA DE FRADES



Uma das "princesas" de Lafões, goza, hoje, o seu Feriado Municipal!

Estão em festa, os munícipes da que é, de há muito, considerada a  Capital do Frango.

Parabéns, oliveirenses!

terça-feira, 4 de outubro de 2016

AQUI CHEGADOS

Aqui chegados, um ano depois, é o momento para recordarmos os programas de governo e as promessas eleitorais.
Aqui chegados, um ano depois, é hora de nos interrogarmos, se as cautelas e os pés na terra que a Direita projectou, em confronto com o El Dourado prometido pela Esquerda, não está a ser o que a primeira previa como necessária.
Aqui chegados, um ano depois, a sensação que temos é que, governando quem ganhou as eleições, ou os que tomaram o poder, mercê duma geringonça, em termos de medidas duras, austeras, não estaríamos num patamar muito diferente.
Aqui chegados, um ano depois, apenas poderia haver uma substancial e marcante diferença, numa perspectiva do Futuro: com quem ganhou as eleições, não teríamos a desconfiança em quem governa, os investidores internos e externos não fugiam a sete pés,de quem os maltrata e os corre de foice e forquilha nas mãos, como o Diabo foge da Cruz; as exportações não teriam afundado drasticamente, o crescimento económico não estagnava como estagnou e, paulatinamente, continuaríamos a afirmarmo-nos perante os parceiros económicos e com credibilidade pelo Mundo.
Aqui chegados, um ano depois, o único ganho que os portugueses tiveram, para lá de todas as perdas e comprometimento do Futuro, foi não termos que assistir a "tocaias", a manifestações de controleiros, a greves partidariamente encomendadas e, muitas delas, sem justificação plausível.
Aqui chegados, um ano depois, preferia ver Portugal a crescer e a libertar-se das amarras da cegueira e das utopias, com alguma pujança económica que permitisse a redistribuição de alguma riqueza, mesmo que para tal tivesse que pagar o preço de ouvir a algazarra dos fanfarrões alienados e os sons estridentes das vuvuzelas sindicais.
Aqui chegados, um ano depois, estou farto que me mintam, que me atirem areia vermelha para os olhos e que façam deste Povo que também é meu, um bando de estúpidos esfomeados que acolhem todas as patranhas e comem toda a fruta bichada que uma qualquer geringonça lhes possa servir à mesa! serve à mesa, enquanto se vê a Economia dos vizinhos espanhóis, sem Governo efectivo,  a crescer e a pagar menos juros!

terça-feira, 27 de setembro de 2016

LEGIONELLA

ESTADO COXO OU MARRECO?

Eu já pressentia!
Quando se trata de peixe graúdo, que importam os "jaquinzinhos"?!
A Legionella que, há dois anos, ceifou a vida a 14 pessoas e lançou outras 400 para os hospitais, a que alguns sobreviveram com graves sequelas, PODE NÃO SER CRIME, por, alegadamente, haver uma lacuna na legislação.
É este o País em que vivemos, é esta a produção de Governos e dos legisladores que se sentam em S. Bento, credenciados pelo nosso voto?!
Mais estranho, ainda, quando sabemos que, por esse País fora,
há cidadãos multados porque deixaram fugir as galinhas para a via pública, porque não impediram que os recos defecassem no ribeiro; que tinham a panela do restaurante mal limpa, que pescaram uma truta abaixo da medida estipulada na Lei.....que........
Esquecem-se que há Tribunais Europeus, ou ter-se-ão esquecido que esta alardeada lacuna na Legislação pode ser imputada a este Estado coxo ou marreco, com bossa de irresponsabilidade miserável em algo tão pertinente como é a saúde e a vida dos cidadãos?!
Veremos! Se não nos faltar o tempo.......

NA EIRA



Em VILAR, na Freguesia de São Miguel do Mato, onde vi luz, o Povo mantém as tradições que o ligam à terra que recebe trabalho e devolve pão!
Uma desfolhada festiva, com malha na eira, são os registos, de há poucos dias, que me chegaram por objectiva amiga e ficam a abrilhantar o Vouguinha.
Parabéns e não desistam!

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

COOPERATIVAS DE TRACTORES

Para descomprimir....
Nesta maré com ondas de mortaguadas, catrinadas, e, até, constançadas, para lá de outras mentes fumegantes, que vão galopando pelas margens deste País a saque, já nada me surpreende. Até que, um dia destes, se lembrem de reeditar o assalto às Herdades e o esbulho dos haveres dos legítimos proprietários. Nem Jerónimo se lembraria, agora, de tal coisa, mas não será nada que não passe pelas cabecinhas fumadas da radical peça da geringonça!
O que me vou questionando é como se vai cumprir o slogan "a terra a quem a trabalha", quando sabemos que a maquinaria agrícola substituiu os braços humanos nas herdades, que Hoje, trabalhar a terra não dá estatuto e o brilho está na alpaca e nos canudos E. não estou a ver esses radicais, de bandeiras desfraldadas aos ventos Leste, com barbudos convidados das terras do Che, do Mao ou do Lenine, a ensinarem os tugas oprimidos como se administra uma COOPERATIVA DE TRACTORES!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

UMA IMAGEM...

 
... que vale por mil palavras de retórica balofa, demagogia barata e propagandista.
O que conta mesmo, são os dados objectivos!






quinta-feira, 15 de setembro de 2016

A NOVA VERSÃO...

... DUM FILME JÁ VISTO
Está em produção uma nova versão do filme socretino.
Com o mesmo enredo e com actores da mesma Agência.
As filmagens estão avançadas. Já se prevê, pelo que se lê e ouve, a fase dos PEC's. Com o PEC 1 a gravar logo no início de 2017.
Já reservaram bilhete?!
Apressem-se, que este filme tem um público fiel e embevecido. E que não regateia palmas ao elenco!
Entretanto, depois de ler ISTO  pressinto, temos mais um "Diabo" a quem vão mandar caçar pokémons!

141º ANIVERSÁRIO...

... DA SOCIEDADE MUSICAL DE MOÇÃMEDES

Festa rija, com actuações musicais e inauguração de Museu, a que celebrou os 141 anos de vida duma das Bandas Filarmónicas mais antigas do distrito de Viseu.
Com origem naquele chão lafonenses, onde, jovem, acompanhei os momentos de fulgor daquela instituição cultural e outros em que só a resiliência e a vontade férrea das Gentes da Freguesia de São Miguel do Mato, conseguiram ultrapassar e manter viva e em actividade, neste seu aniversário, saúdo todos os executantes e órgãos que presidem aos seus destinos, lhes dão âncora e a promovem.

É com indisfarçável orgulho, que dou os parabéns a todos!
Que a Cultura também mora ali. Na Música e na terra!

Um dos trechos musicais executados durante as festividades: