Iniciar

Para iniciar esta Página, faça um clic na foto.
Navegue....e mergulhe, está num rio de águas límpidas!

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

DESCULPAS


HUMOR ANTIDEPRESSIVO

Para descomprimir.....




POR VOUZELA


Apelo publicado Notícias de Vouzela, para ajuda às populações fortemente afectadas pelos incêndios a qiue o Vouguinha se associa:
"Os fogos que assolaram o país, no passado domingo, deixaram um rasto de destruição. Lafões não escapou à tragédia e está a tentar recompor-se dos estragos, nomeadamente apoiando as populações mais afectadas. Neste âmbito, o Município de Vouzela lançou uma campanha de angariação de bens que serão distribuídos pelas aldeias que nada têm."

Dádivas que são recolhidas no Quartel dos Bombeiros Voluntários da Vila:


LAFÕES SOLIDÁRIO

Transcrevo do
Notícias de Vouzela
(Hoje)
Município de Oliveira de Frades está a receber bens para doar às famílias afectadas

O Município de Oliveira de Frades está a receber bens para apoio às famílias afectadas pelos incêndios. Existe, preferencialmente, a necessidade de:

- Roupa de cama (cobertores, lençóis, etc.);
- Roupa interior;
- Mobiliário diverso;
- Eletrodomésticos;
- Utensílios de cozinha (loiças, talheres, panelas, etc.);
- Produtos de higiene pessoal;
- Produtos de limpeza.

Os artigos deverão ser entregues no edifício da Câmara Municipal. Para qualquer esclarecimento os interessados podem contactar os serviços, através do email: gabinetedeapoio@cm-ofrades.com ou do contacto telefónico: 232 760 300.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

LUTO, POR VOUZELA

Das 31 vítimas mortais deste inferno das chamas que vêm fustigando o território nacional, 4 são de Ventosa, Vouzela.
Curvando-me perante todas elas, o meu pesar vai, de modo ainda mais sentido, para as que perderam a vida no meu Concelho de origem.
Condolências a todos os familiares e coragem para todos os que enfrentam o monstro e para os que se vêem, também, privados dos haveres alcançados com o suor duma vida.

Divulgo:

Pedido de ajuda
Os bombeiros e o Município de Vouzela estão, em coordenação, a prestar apoio às populações, contando com o apoio de populares e empresas. No quartel podem ser entregues bens essenciais, fruta, pão e leite para os desalojados.

sábado, 14 de outubro de 2017

PAPAIAS, PAPAIAS, PAPAIAS!

Tretas! Papaias, papaias! Ao menos que vão até à raiz e não se fiquem pelas pétalas perfumadas! A redução no IRS não é para todos. Por exemplo, um casal com filhos em idade escolar leva um corte, salvo erro, de 300 € no tecto das deduções na rubrica Educação. Para lá de que os recibos verdes vão pagar mais.O mesmo se passa com o "doce" dos 6 ou 10€ nas Pensões. Volta a não ser para todos e, para além disso, não vai dar para pagar os impostos (indirectos) aplicados a tudo o que mexe, desde a batata frita, produtos com sal, bebidas, carros, tabaco até uma panóplia de outros produtos.E, não estou a dizer que não tenha que ser assim. Até compreendo que o seja, que o maná prometido ainda está no armazém dos deuses! Mas, que digam tudo e não se fiquem pelo que é violino para os ouvidos ou colírio para os olhos!Foram estes aspectos que me levaram a dizer-vos que os políticos (salvos sejam e com respeito pelos que o são), deviam ser manetas, pois que, se dão com uma mão a alguns, tiram com as duas a todos!É isso que se passa, são papaias, papaias, papaias!

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

O FADO DO 31

Já Paulo de Carvalho cantava que dez anos é muito tempo. Pura perda de tempo virmos, em passo de corrida, fazer eco do "Marquês". Disso se encarregarão as televisões, que começam as reportagens e e os doutos comentários e palpites, assim que canta o primeiro galo e só mudam de programa, depois de explodir a última caixa de multibanco! Durante os próximos dez anos, os que permanecerem a saltarem por entre as brasas do fogo em que este País se vai transformando, mais não terão visto que um jogo de Ténis. De um lado da rede O Tribunal, do outro os arguidos e seus defensores. E a nós, cidadãos incrédulos, rezar a todos os santos e divindades terrenas que Portugal encontre o rumo sério e competente que nos possa causar orgulho e não escárnio.
Por agora e apenas numa perspectiva política, e honrando a presunção de inocência, envergonhemo-nos, em nome duma Pátria que não merecia este enxovalho!
E, mesmo com algum humor negro, nunca deixemos de sorrir , que este é o nosso Fado!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

OPINIÃO QUE KONTA

"Está tudo criado para vir aí uma nova crise" TSF-10/10/2017


Foto TSF
O meu conterrâneo (enquanto lafonense), o Kamarada Carlos Carvalhas que, enquanto pessoa, e utilizando linguagem beiroa, "até é bom rapaz", suponho que, quando não tem controleiros por perto, nem fala em nome do Comité, até diz o que pensa....e acerta!

FUMOS E NEBULOSAS

Se o Governo ou os Serviços por si tutelados, ao proibirem as queimadas até 15 de Outubro, tinham plena noção de que as condições climatéricas permaneciam propícias à deflagração de incêndios, o que os terá levado a decidirem pelo fim das vigias e a redução drástica dos efectivos de combate disponíveis no terreno, a partir de 30 de Setembro?
Alguém , com bom senso e de boa fé, poderá justificar estes comportamentos?
Enquanto o não fizerem, mais do que o fumo das labaredas, paira no ar uma nebulosa. Que dói e sufoca!
E, já agora, para lá de ocupada em demitir pessoal de outros Serviços da sua tutela, onde anda a Senhora Ministra, que não se vê nem se ouve, a propósito da continuação das situações calamitosas que nos vão destruindo património e vidas?

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

SEPARATISMOS SEM NEXO

Por ISTO e porque os separatismos começam todos com "compartimentos" que se vão tornando estanques, é que nunca apoiei a REGIONALIZAÇÃO em Portugal, no modelo com que muitos "barões" sonhavam....
Descentralização, sim, que é algo bem diverso.....sem divisões políticas.
Depois deste quadro da notícia, viria o da Galiza com o Minho (por alguma razão, os alentejanos chamam os nortenhos de galegos lol).
Quando o pó está adulterado ou a erva fermentada, estas ideias rolam pelas cabeças fumegantes....

VERGONHA QUE NÃO ARDE

Continuam a menosprezar os caprichos da Natureza e nem vem, aqui,  ao caso se os fogos têm origem criminosa se negligente, que, ora, nem os raios serão os culpados O que releva de toda esta tragédia que se vem prolongando no tempo e, tragicamente, no território, é a forma como a Protecção Civil tenta limitar no calendário os tempos da Natureza. Incrível a ligeireza com que se liberta a maioria dos meios no final de Setembro, quando todos sabíamos que as temperaturas iam continuar elevadas por Outubro adentro. E, desta feita, nem colhe virem com acusações ao IPMA, como, de forma velada, alguns fizeram no incêndio de Pedrogão.
Esta Protecção Civil tem que ser repensada, drasticamente, que não bastam umas demissões serôdias e "faz de conta" a propósito dos canudos de equivalências. Mas, com outra tutela, que esta Ministra, entretida a demitir, já há muito deveria ter sido substituída.
É uma vergonha e uma injusta afronta,  diria mesmo que ingrata, que bombeiros andem a ser agredidos, pela fúria e desespero de populares, emocionalmente descontrolados, quando sabemos não serem os homens do terreno, os culpados de laxismo, ou da incompetência latente de quem os coordena, no âmbito operacional e, até, político.
Limpem a Casa e comecem, quanto antes, a repensar essa coisa a que chamam de Protecção Civil e, sobretudo, a investir mais na PREVENÇÃO, que não prevenir para depois combater, até pode ser rentável para muita gente, e é, pressinto, mas não o será para as populações que se vêem despojadas dos seus bens e da própria vida.

domingo, 8 de outubro de 2017

CASCA DE CARVALHO

Ouvi que, no incêndio de Bragança, arde, sobretudo, mata de castanheiros e carvalhos. Nem as árvores bombeiras, na perspectiva dos entendidos, escapam. 
Se, ao invés de passarem o tempo a atribuir culpas a eucaliptos e a pinheiros, e a discutirem o sexo da casca do carvalho, já tivessem, nos intervalos da propaganda, estudado medidas sérias para limpeza das florestas, públicas incluídas, o Verão de 2018 agradecia! E, as populações que ainda resistem no Interior, também!
E, já agora, a terem consistência as notícias da Serra de Sicó, sendo tão fácil decretar, no papel, paisagens ou áreas protegidas, onde as populações não podem intervir, nem mexer com um dedo, seria de bom tom que o Ministério do Ambiente, se é do seu foro, mandasse abrir aceiros e estradões, que permitam o acesso aos bombeiros. Para que, ao invés de Área Protegida, não tenhamos que lhes chamar de área desprotegida ou abandonada!
Digo eu, que não tendo equivalências para licenciatura em Protecção Civil, tenho este terrível defeito de incontinente verbal que mete o bedelho no que não deve!.....

sábado, 7 de outubro de 2017

A CAPITAL DO FRANGO

Estão de parabéns os oliveirenses. Oliveira de Frades, uma das meninas de Lafões, terra de Gente empreendedora e de olhos postos no Futuro, celebra hoje o seu Feriado Municipal.

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

PÉROLAS DA TELEVISÃO PÚBLICA

Estas notícias, autênticas trapalhadas, envergonham todos os que exigem os mínimos dum Serviço Público que sustentam!
Para lá das ocorrências terem sido em datas diferentes,  Nampula dista centenas de  quilómetros de Mocimboa da Praia.

Se não conhecem, tinham por obrigação informar-se junto de quem sabe!

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

VOTOS EM LAFÕES

Parabéns a todos os eleitos nos Concelhos de LAFÕES.
Que tenham muitos êxitos e, sobretudo, que cumpram o que prometeram a quem os elegeu!
Os resultados das eleições, podem ser vistos NESTE MAPA DO M.A.I.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Wolfgang Schäuble

 A confirmarem-se as notícias que dão como certa a saída o homem forte das Finanças alemãs, mesmo que lembrando os que por cá faziam do homem um Satanás dos Cifrões, ao ponto de, alguns, fazerem chacota da sua deficiência física, não é nada que me deixe satisfeito ou optimista quanto ao futuro da Europa. E de Portugal, em particular.
Escuso-me a fundamentar esta visão pouco animadora, mas sintetizo-a num aforismo bem português:
"ATRÁS DE MIM VIRÁ QUEM DE MIM BOM FARÁ"!

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

A DEMOCRACIA E AS ELEIÇÕES ALEMÃS

Estou para aqui a questionar-me, mais uma vez, sobre o que é, na realidade, a Democracia. É que, depois de se saber dos mais de 12% daquele partido alemão com a sigla AfD, houve manifestações de rua contra o seu terceiro lugar nas eleições que a Senhora Merkell ganhou e que lhe vai dar o direito de, com mais ou menos alianças,continuar a  governar. Se em cada 100 votantes alemães, 12 optaram, em liberdade por aquele novo partido, estou para aqui a pensar no dia em que, por exemplo em Portugal, o PCP obtiver os habituais 10% dos votos, os outros 90% dos portugueses vão para a rua gritar "Abaixo os comunistas"! É que já estou a ouvir comentadores e outros palradores habituais a celebrarem aquelas manifestações e a aporem na face daquela força política alemã o sinete de Extrema-Direita! O raio da Democracia tem mais vertentes que a Serra da Estrela. Depende do lado por que se suba....ou do calhau onde estivermos sentados a observá-la!

QUANDO O TELEFONE TOCA


domingo, 24 de setembro de 2017

FAZ DE CONTA

Faz de conta que ninguém roubou nada de Tancos, faz de conta que não há Relatórios, faz de conta que não andam a ser apreendidas a potenciais traficantes de armas e drogas armas de guerra roubadas da Carregueira, faz de conta que não proliferam os assaltos com recurso a armas de fogo, faz de conta que não houve resposta negligente no Incêndio de Pedrógão, faz de conta que não houve vítimas nem a destruição duma substancial parte da floresta portuguesa, faz de conta que nenhum responsável pelo Governo, enquanto Portugal ardia e se sabia de Tancos, foi de férias para destino turístico da "estranja". Faz de conta que não nos contam "estórias" e promessas faz de conta. Faz de conta que eu digo que vivemos num Estado Faz de Conta!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

HUMOR EM CAUSA PRÓPRIA

Venha o bom humor! Que a vida é demasiado séria!
Que eu me rio de mim próprio? É verdade. E, não há nada a fazer...
O meu barbeiro, hoje, alertou-me que o cabelo está a emigrar do meu cocuruto, a velocidade vertiginosa, acrescentando que tenho quase uma das pistas do futuro Aeroporto de Coimbra bem capinada!
Não achei muita graça à constatação do artista, não pela sua frontalidade, mas pela realidade em si. Mas ri-me, ri-me a bom rir, que até obriguei o homem a afastar a tesoura, não me fosse cortar alguma orelha, por força da minha agitação.
Passadas estas horas, ainda estará convencido que me ri da sua observação ao meu desastre capilar. Mas, não. Ri-me porque me lembrei que, no passado Sábado, enquanto, a pedido do neto Francisco, lhe montava os carris do comboio e ia encaixando as peças, ajoelhado, ele me deu duas palmadas na coroa lisa e exclamou: - Avô, está rija!
Nada estranho, afinal! Habituado à cabeleira farta do pai, estranhou que ao bater na minha, a encontrasse sem amortecedores...lol.

ARRIBA, MÉXICO!

Eu sei que os "politicamente correctos" tratam destes assuntos com pinças, ou evitam abordá-los, qual avestruz com o pescoço na areia! Mas, mesmo tentando contornar alarmismos exagerados e solidarizando-me com as vítimas, e seus familiares, do terramoto do México, não posso deixar de imaginar a aflição e o sofrimento de quem sente a terra a fugir debaixo dos pés e os prédios a desabarem. Só pode ser um quadro aterrador!Por cá, onde este fenómeno da Natureza, que brota das entranhas da Terra, não é inédito, deixa-me preocupado. Não por mim, que esta carcaça já muito vivida não teme a última viagem, mas pela exposição a um fenómeno semelhante do do México que terão os que ainda palmilham comigo os caminhos da vida.E, não só pelas vítimas que, inexoravelmente, um tremor daquela escala poderia provocar , no imediato, mas por temer uma resposta à calamidade com um atempado e eficiente socorro que se imporia.Pessimista? Não. Talvez, pragmático, que ainda estou mergulhado no mar de dúvidas que o incêndio de Pedrógão me suscitou, no que concerne à resposta da Protecção Civil. E desconheço o seu grau de preparação para uma emergência desta natureza. Há treinos? Há simulacros? Há estratégias de socorro?!Que Deus e todas as divindades, com Posidon à cabeça, permitam que as entranhas da terra se mantenham calmas e serenas!

Por agora, ARRIBA MÉXICO!

domingo, 17 de setembro de 2017

RATING DOMINICAL


RATING E FOGUETES DE LÁGRIMAS

As euforias e os foguetórios exagerados e com aproveitamento eleitoral nem sempre resultam bem.
Também me agradou que uma das Agências que nos lançaram na Lixeira, nos tenha retirado do caixote do lixo e nos tenha colocado na borda. como outra já havia feito em 2014.
 Poderá ser um sinal para os Mercados que redunde numa baixa dos Juros, sempre que tivermos, e teremos sempre, que a eles recorrer.
Mas, celebrar com tanto estrondo, como se acabássemos de pagar os calotes do País, soa-me a Demagogia Eleitoralista.
É que ainda não esqueci, quando um célebre Banco Americano deu o berro, o Sistema Financeiro Americano e o mundial por arrastamento foram ao charco, essas Agências não terem dado por nada, dando sinal de que tudo estava bem e se recomendava.
Sinal positivo, não deixa de ser, que ninguém gosta de andar anos seguidos a ser "cheirado" como porcaria, mas tanto cartaz festivo e fogo de artifício não significam que a Festa vá acabar bem! Que - chamem-me negativista -, a continuarmos com estas políticas, não vai mesmo, como veremos e os foguetes que , agora, são de estalaria, poderão vir a ser de lágrimas!

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

O VERÃO DE 2017

Imagem paradigmática do Verão de 2017, no nosso País!
OBRIGADO a todos os Bombeiros, em cujo Corpo de Paz se integram os Voluntários de Salvação Pública de São Pedro do Sul, a  fonte desta foto!
Que o vosso trabalho e sacrifício sejam reconhecidos por quem de direito.....e dever!

OS EDUCADOS DONOS DA NAÇÃO


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

PESOS E MEDIDAS

  Sempre defendi que o recurso à greve deve ser usado com parcimónia e como último recurso numa luta por direitos.
 Ainda que sabendo da existência de compensações remuneratórias para determinadas especialidades, dentro da mesma área funcional e categoria, mormente na classe médica, forças de segurança e outras, não me vou alongar em defesa da razão ou falta dela, dos enfermeiros.
 Espanta-me, sim, é a forma insistente como o Ministro da Tutela se manifesta contra a legalidade desta greve, em particular, que não me recordo ter ouvido nada similar por parte do Ministro da Economia ou outro, a propósito das greves na Auto Europa.
Dizem-me que a greve dos enfermeiros não foi decidida, nem é controlada, pela CGTP, ao contrário da ocorrida naquela empresa automóvel. Esvaiu-se a minha surpresa, por ler e ouvir sectores da Esquerda da sua posição contrária à greve do pessoal de enfermagem e ficou a convicção de que, tanto para essa Esquerda como para a própria geringonça dela emanada,  todas as greves que não tenham o beneplácito ou a iniciativa da CGTP são ilegais ou injustas!
Convicto que estou de que os  profissionais de Saúde têm razões mais bem claras do que a ocorrida em Palmela, e, até, pelas reacções das tutelas, que algo não está bem neste País onde, como neste caso concreto, se usa e abusa da figura dos dois pesos e duas medidas!
E, porque, é sempre do lado da Razão e  dos que qualquer Poder tenta fragilizar,  que me sinto, em consciência, com os enfermeiros!

ALUCINAÇÕES


quarta-feira, 6 de setembro de 2017

BABILÓNIA


O Vouguinha confessa nunca ter entendido esta conhecida melodia como tendo raízes bíblicas.
Mas tem. A letra é alusiva ao Salmo 137, do Antigo Testamento.

Junto aos rios da Babilônia
nós nos sentamos e choramos
com saudade de Sião.

Ali, nos salgueiros,
penduramos as nossas harpas;

ali os nossos captores pediam-nos canções,
os nossos opressores exigiam
canções alegres, dizendo:
"Cantem para nós uma das canções de Sião!"

Como poderíamos cantar
as canções do Senhor
numa terra estrangeira?

Que a minha mão direita definhe,
ó Jerusalém, se eu me esquecer de ti!

Que me grude a língua ao céu da boca,
se eu não me lembrar de ti
e não considerar Jerusalém
a minha maior alegria!

Lembra-te, Senhor, dos edomitas
e do que fizeram
quando Jerusalém foi destruída,
pois gritavam: "Arrasem-na!
Arrasem-na até aos alicerces!"


Ó cidade de Babilônia,
destinada à destruição,
feliz aquele que lhe retribuir
o mal que você nos fez!

Feliz aquele que pegar os seus filhos
e os despedaçar contra a rocha!

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

CALOTES E MULETAS

Humor à Sexta!


POMPEIA

A 22 km de Nápoles, a atracção turística das ruínas da cidade do Império Romano que, no remoto ano de 79, foi literalmente ocultada pelas lavas e cinzas do vulcão Vesúvio e que, em 1748, foi, casualmente, reencontrada e alvo de escavações arqueológicas que oferecem a quem visita o lugar, uma imagem dos monumentos e da vida da que foi uma típica cidade romana.




OS BOMBEIROS E A FLORESTA

Intessante o propósito dum Secretário de Estado da geringonça, penso que da Agricultura, que perspectiva mais empenho na Prevenção e no reordenamento e limpeza das florestas e envolver os Bombeiros nesses trabalhos. Com as inerentes compensações e alocação de verbas.
Haja alguém que pense e proponha neste Governo mais baralhado que um naipe de bisca lambida!
Ninguém melhor que os bombeiros de cada região conhecem os terrenos e a forma de manter a floresta em condições de evitar a propagação dos incêndios.
Não como fautores únicos desses trabalhos, mas integrando equipas de trabalhadores indiferenciados empenhados nessas tarefas.
Decidam o que entenderem, mas que decidam depressa, e que o cair da folha, que está para breve, não faça cair, também e mais uma vez, o problema dos fogos. Que adormecem, mas voltam todos os anos!
Que ouçam o homem!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

LANCHE DE HUMOR

Hoje, apetece-me lanchar à "Secretário de Estado"....
Estou farto de salsichas e de pão com pão!

terça-feira, 29 de agosto de 2017

O MORTO ESTÁ VIVO!

Antes de tudo, repetir pela enésima vez, que não sou filiado, nem tenho amarras em qualquer partido político, que não hipoteco ou vendo a minha liberdade de Pensamento a ninguém, muito menos a qualquer destes políticos que nos têm calhado em sortes desde há quarenta anos.
Depois, lembrar o que eu tomo por generosidade cristã, invocarmos, realçando as qualidades terrenas dum qualquer moribundo, com as excepções conhecidas de torcionários da História, a quem os torrões serão mais leves que sumaúma.
Todos temos ouvido a forma como a máquina socialista, com relevo para os últimos tempos, com especial realce para o maquinista, vem tratando o opositor que encabeçou o partido mais votado nas Legislativas. À fanfarra maldizente, nuns casos, e insultuosa, noutros, de que Passos Coelho tem sido saco de boxe e de impropérios, juntam-se os tocadores de ferrinhos que apoiam os socialistas no seio da geringonça.
Desde "triste", "racista", "xenófobo", o homem tem sido "mimado", nos Jornais, nas Rádios e Televisões, numa cadência orquestrada, sempre que o maestro da fanfarra vermelha, agita a batuta ou mente, descaradamente, trocando a pauta da protecção civil pela dos bombeiros, sabendo que são órgãos bem distintos, que uns trabalham com o seu suor e outros mandam com o brilho dos seus coletes.
Tudo isto é mais fácil de dissecar que uma rã rosada ou um sapo vermelho e me convence que Passos Coelho, ao contrário do que os média controlados nos querem fazer crer, está bem vivo e que os caluniadores ou os que tocam os acordes dos insultos, mais chinfrineiros que a música da Metálica, o receiam nesta competição nos Coretos da Política.
Porque, voltando ao início do texto, a quem jaz morto e arrefece, não se afronta com calúnias e insultos.
O medo desses músicos é esse. O "morto" está vivo!

sábado, 26 de agosto de 2017

ATÉ BREVE, CÉSAR!

Não ficou por dar aquele prometido abraço, colega e amigo CÉSAR MAIA GOMES.
Foi apenas adiado, até ao nosso encontro, noutro espaço.
Teremos, então, todo o tempo para recordarmos os verdes anos em que partilhámos carteira e recreio, no São Frei Gil.
Por agora, transfiro alguns abraços sentidos para todos os teus familiares, por quem continuarás a olhar, lá do Alto.
Até sempre, amigo e companheiro "CÉSAR, DAS BEIJOCAS"!

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

O DÉFICE ELEITORAL


Confesso-me menos entendido em Economia que qualquer vendedor de bacalhau da Rua do Arsenal!
Mas, penso e sei que se não pagar as minhas contas mensais, chego ao dia de receber o ordenado com dinheiro no bolso. Para fazer uns "brilharetes", enquanto os credores vão chupando no dedo!
O anúncio chegou, como teria que chegar, que as eleições estão aí, mal acabem os incêndios e a chuva que se anuncia para Setembro.
Sempre disse que tanto Costa como Centeno jogam bem na Arte Política. Jogam e convencem, até os menos distraídos.
Acenar, agora, com uma baixa do Défice Público, no fim de Julho, cai bem, é mais uma "notícia boa" que será matraqueada pelos mídia, a toda a hora, até que todos os portugueses fiquem a salivar rebuçado.
A dívida total dos hospitais do Estado às farmacêuticas continuou a aumentar em junho, para 930 milhões de euros, o valor mais alto desde o final de 2014, pouco depois de a troika deixar Portugal.
Só na Saúde, fora o resto de calotes de Serviços e Empresas Públicas . Que será outro tanto ou mais!
Se o somatório destes calotes faz disparar o Défice, não há problema. Adia-se para depois, terão imaginado para a marosca da calculadora!
A seguir às eleições, pagam-se os calotes e lá volta o Défice a disparar! Mas, então, já pouco lhes importa. Venderam o produto caça votos!
Como eu os entendo!

FOGO E BODES EXPIATÓRIOS

Alguém decidiu, está decidido! A caixa negra dos incêndios de Pedrógão, só vai ser aberta após as eleições. O que, convenhamos já muitos vaticinavam e outros esperavam.
Entretanto, vão-se lançando umas cortinas de fumo e dando palha aos tais bodes expiatórios, que vão engordando a olhos vistos.O Povo ouve e acredita. Como acreditará naquela patranha conveniente e com roupagens sórdidas de que que as ignições são obra de um "Grupo Terrorista Organizado", uma deixa desde logo aproveitada por alguns trauliteiros que se lêem por aí nas redes sociais e se ouvem nos becos de tertúlias "intelectualóides" e outras lojas de fumarolas, para insinuarem que os fogos têm mão partidária ou são promovidos por "caciques" políticos locais, mesmo que saiba não ser má consciência ou descuidada confissão, ao recuar uns anos e recordar Portugal em chamas, mormente no ano de 2013, onde, por me ser mais doloroso, ardeu o Caramulo e a vida de bombeiros e duma Natureza bela.
Não será nada disso, nem antes nem agora, se é que ainda temos alguma confiança nos órgãos de Polícia Criminal. E, tal como ouvi ontem, a um responsável da Polícia Judiciária, que já terá levado a Juízo cerca de oitenta suspeitos, as mãos da desgraça andam associadas a bêbados, drogados, doentes mentais e, em grande parte, a queimadas negligentes. Ou ainda a máquinas agrícolas, elas próprias a tentarem, fora do tempo próprio, limpar as bermas e terrenos, que devia tê-los ocupado durante a Primavera.
Cai a histeria oportunista, o manto ignóbil com que gente que se diz culta e esquerdista, tenta ocultar a vergonha que tem sido o abandono do Interior deste País, ao longo de décadas, e a incompetência e desleixo mais recentes e actuais e que devem ser imputados a Serviços do Estado, no caso particular de Pedrógão.


Que, como o demais, interessa empurrar com a barriga para a frente. Para já, para depois das eleições que a luta pelo domínio desta Coutada, mesmo queimada, é feroz e entrou no auge!
Coisas do Fogo e dos Bodes....expiatórios, de labaredas e marradinhas!






HUMOR...NEGRO


quinta-feira, 24 de agosto de 2017

OUTRA VEZ?

Palavras,  para quê?



in https://pt.slideshare.net/



PATERNALISMO IDEOLÓGICO

  Não deixam  os angolanos em paz, como se quisessem decidir por eles o seu Futuro.  Não se capacitam, muitos comentadores televisivos e opinadores avençados, que, apesar dos erros e algumas tropelias, enquanto avaliada pelos parâmetros da Democracia em África, Angola ainda é dos países onde dela se respira alguma coisa. 
 Muitos dos que por aqui, nos mídia, se atiram ao regime angolano como gatos ao bofe, são aqueles a quem ainda não ouvi ou li uma palavra de condenação à "democracia" que se vive (ou não) na Venezuela de Maduro. E, sinceramente, não vejo que Angola esteja, de modo algum, em situação equiparada.
 Talvez fosse a hora de olharem para dentro deste nosso País, onde os sinais maduros se vão evidenciando a cada dia que passa, enquanto, para diversão, se mostram demasiado preocupados com o que só vêem longe, noutros horizontes.
 Se  há Democracias perfeitas, aquela ainda não é das piores!

Paternalismos ideológicos, dirão os angolanos, e com alguma razão: não, obrigado!

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

FALTA O BOMBO


À BARCA, À BARCA!

Quando sabemos que o Banco Público, onde o Estado (nós) já injectou 2,5 mil milhões de euros, que está num processo de despedimentos por atacado e encerra balcões de Norte a  Sul do País e cobra comissões às já magras pensões dos reformados que ali têm conta domiciliada, ao mesmo tempo que colaboradores são pagos a peso de ouro, por sessão, não será descabido perguntar, em imagem vicentina, se não estamos a dar feno à vaca onde muitos mamaram e outros tantos estão ou poderão vir a mamar!
Entretanto, ficámos a saber que a Dívida Externa atingiu valores exorbitantes e vai a galope, com freio nos dentes, enquanto ouvimos que tudo está bem e se vão distribuindo algumas flores, com o dinheiro que não é nosso e que alguém terá que pagar, mais cedo ou mais tarde.
Enquanto isso, a bolha imobiliária incha, o crédito ao consumo dispara, num frenesim de euforia consumista, que nos faz recuar uma década no calendário do nosso tempo.
Espanta-se e esconjura-se o Diabo a toda a hora, garantindo que o malvado anda perdido pelas Selvagens, divertindo-se com as cagarras do Tio Aníbal e o Vouguinha, que é céptico, mas tem memória, por aqui a temer um tsunami que o traga numa jangada até à nossa Costa e nos obrigue a gritar, mais uma vez: À Barca, à Barca! 

sábado, 19 de agosto de 2017

ESTAÇÕES FLORIDAS


 Esta foto, sacada do baú das memórias, não vem à estampa pelo figurante e ciclista de fim de semana.
 Vem, porque me fez mergulhar nas águas do Tempo e voltar aos anos sessenta, em que a Vila de Vouzela, o coração do meio de Lafões, era servida pela Linha do Vouga e por aqueles comboios fumegantes, cujos silvos se ouviam desde as Termas e de Oliveira de Frades.
 Naqueles anos, era Chefe da Estação o saudoso João Henriques Cardoso que tinha especial empenho em manter vivo o Jardim da CP. Recordo que aquele foi mesmo um dos vencedores dum Concurso a nível nacional denominado "Estações Floridas".
 É o que se vê, para lá da "ginga", mesmo que, por aqueles anos as paletas fotográficas não registassem as côres da Benetton que o "Jardim do Chefe" ostentava.
  Saudades, do jardim dos comboios, do Chefe, da idade e, sobretudo, daquela Vila afável e Doce, que me acolheu durante alguns anos!

ROUPA VELHA

 Estas folhas secas têm mãe caduca. A progenitora já mudou de visual há meses e até já veste um fato verde, de corpo inteiro, que, cá para nós, lhe realça as curvas dos ramos A roupa velha que largou é que continua a atapetar os passeios das ruas deste Bairro gerido por socialistas.
 Já por cá passaram Juntas do PSD e comunistas. Nenhuma delas deixava roupa velha das árvores por mais de 2/3 dias, nas bermas e passeios.
 Esta tem meses e assim vai continuar até, como sempre, um mês antes das eleições autárquicas. Para foto linda (e limpa) no Newsletter da Câmara, também ela socialista, e o habitual disfarçado apelo ao voto.
E, como dizia moda popular, "a mim não me enganas tu"....mesmo que este tacho rosa tenha o arroz cozido!






























DANTESCO



Dantesco. Só quem, como aquelas pessoas em pânico, com a simbólica intenção de apagarem um monstro daqueles com um simples ramo, vive aqueles momentos, poderá avaliar a aflição e o desespero que os perpassa . Que A Mãe Natureza se tranquilize, que ninguém merece, muito menos quem menos culpas tem do estado a que este País chegou!